QUARTA-FEIRA, 02 DE DEZ DE 2020
Untitled Document
NOTICIÁRIO - SAÚDE
13 DE AGOSTO DE 2020
Doença de Ménière: O que é e como preveni-la?

Ouvido tampado, zumbido, vertigem e surdez flutuante são sintomas da síndrome, que atinge, principalmente, adultos entre 40 e 60 anos

Sensação de pressão ou ouvido tampado, zumbido, vertigem e surdez flutuante. Estes são os principais sintomas da doença de Ménière, chamada também de hidropsia endolinfática.

Segundo o otorrinolaringologista do Hospital Paulista Dr. José Ricardo Testa, o problema ocorre quando há uma distensão do compartimento onde fica armazenada a endolinfa, ou seja, um dos líquidos do labirinto. “Essa distensão provoca um aumento da pressão do líquido dentro do ouvido”, explica o especialista.

Infecções, estresse, tabagismo, enxaqueca, alterações do sistema imunológico, variações anatômicas do ouvido interno ou predisposição genética são algumas das alterações que podem levar ao aumento desta pressão.

“Por ser aparentemente flutuante, a doença pode ser confundida com um mal estar temporário ou com uma labirintite em seu estágio inicial”, afirma Testa.

O médico destaca que, embora a doença de Ménière seja considerada crônica, existem formas de tratamento que podem ajudar a aliviar os sintomas e minimizar o impacto da síndrome a longo prazo.

“Nos casos mais simples da doença, mudanças no estilo de vida podem ajudar a controlar a Ménière, como uma alimentação balanceada, reduzindo o consumo de sal, açúcar e cafeína, e a prática de exercícios, por exemplo”, detalha o especialista.

Testa ressalta, no entanto, que, nos casos mais graves, o tratamento é medicamentoso, podendo até ser indicada uma cirurgia para seccionar o nervo vestibular.

“Remédios para tratar náuseas e vertigens, diuréticos e terapia de reabilitação vestibular, que são exercícios específicos para devolver o equilíbrio ao labirinto, podem ser utilizados”, finaliza o médico.

A doença de Ménière atinge, principalmente, adultos entre 40 e 60 anos. Na maioria dos casos, afeta apenas um ouvido.

Sobre o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia

Fundado em 1974, o Hospital Paulista de Otorrinolaringologia, durante sua trajetória, ampliou sua competência para outros segmentos, com destaque para Fonoaudiologia, Alergia Respiratória e Imunologia, Distúrbios do Sono, procedimentos para Cirurgia Cérvico-Facial, bem como Buco Maxilo Facial.

Em localização privilegiada, a 300 metros da estação Hospital São Paulo (linha 5-Lilás) e a 800 metros da estação Santa Cruz (linha 1-Azul/linha 5-Lilás), possui 42 leitos, UTI (Unidade de Terapia Intensiva) e 10 salas cirúrgicas, realizando em média, mensalmente, 500 cirurgias, 7.500 consultas no ambulatório e pronto-socorro e, aproximadamente, 1.500 exames especializados.

Referência em seu segmento e com alta resolutividade, apresenta índice de infecção hospitalar próximo a zero. Dispõe de profissionais de alta capacidade e professores-doutores, sendo catalisador de médicos diferenciados e oferecendo excelentes condições de suporte especializado 24 horas por dia.

SAÚDE
03 DE JULHO DE 2020
Meu Herói é você
28 DE AGOSTO DE 2020
Sabará adere ao Minas Consciente
26 DE JUNHO DE 2020
Por favor, fiquem em Casa!
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados