QUARTA-FEIRA, 05 DE AGO DE 2020
Untitled Document
NOTICIÁRIO - SAÚDE
17 DE JULHO DE 2020
Médico sabarense completa 50 anos de profissão

Conceição Arruda homenageia doutor Fausto

Há mais de 40 anos Conceição Arruda estagiava, pela primeira vez, como técnica de enfermagem na Santa Casa de Misericórdia em Sabará. E foi nessa ocasião que conheceu um médico chamado “doutor Fausto”. Para Conceição ele é mais que um médico, é um grande ser humano que há 50 anos atende a população com carinho e atenção. Mas quem é esse médico tão dedicado e atencioso e que desperta um sentimento de gratidão.

Ele é Fausto Rocha Cruz, mais conhecido como doutor Fausto, filho de João de Deus Magalhães Cruz e Lygia Rocha Cruz e neto do Comendador Sétimo de Paula Rocha. Nascido em Sabará, aos quatro anos de idade mudou-se para Belo Horizonte, onde passou infância e juventude. Formou-se em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas em 1970, um ano depois, casou-se com Maria Luiza Rodrigues, da união do casal nasceram dois filhos.

Doutor Fausto comemorou no início de 2020, 50 anos de profissão. Uma vida dedicada aos pacientes e a missão de cuidar que lhe foi dada. Logo que se formou retornou à terra natal para trabalhar como médico, exercendo vários cargos. Foi diretor do Departamento Municipal de Assistência Médica (antigo DEMAM); diretor do PAM (antigo INAMPS); médico perito do INSS; médico da Associação Beneficente dos Empregados da Belgo Mineira e médico da Santa Casa de Misericórdia de Sabará. Na cidade ele atuou como clínico geral e pediatra.

Desde 2006 trabalha como médico da família no PSF da comunidade de Pompéu. Por causa da pandemia do novo coronavírus, o médico está afastado de suas atividades por fazer parte do grupo de risco. Mas doutor Fausto não esquece de seus pacientes, principalmente os idosos, e em entrevista à Folha de Sabará, contou que sente muita falta do trabalho. “Minha rotina é acordar às cinco horas da manhã e ficar o dia todo em Pompéu. Sinto falta dos pacientes e dos colegas de trabalho. Fico preocupado se meus pacientes estão bem e se cuidando. Espero que tudo passe logo e eu retorne”, disse.

Em sua trajetória profissional passou por muitos momentos marcantes, um deles foi quando trabalhou como médico neonatologista, no berçário da Santa Casa de Sabará. Ele relatou que não tinha felicidade maior quando recebia os bebês prematuros com pouca chance de vida e, apesar dos escassos recursos, pois naquela época não existia CTI – Centro de Terapia Intensiva em Sabará, e com a colaboração da enfermagem, conseguia salvar a vida dos recém-nascidos e devolver para os pais.

SAÚDE
03 DE JULHO DE 2020
Meu Herói é você
26 DE JUNHO DE 2020
Por favor, fiquem em Casa!
28 DE AGOSTO DE 2019
CAPS Adulto ganha nova sede
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados