QUINTA-FEIRA, 29 DE OUT DE 2020
Untitled Document
NOTICIÁRIO - GERAIS
15 DE ABRIL DE 2020
O coração da Justiça bate forte

Em vídeo, profissionais relatam como é cada rotina e empenho no cumprimento do dever

Durante a crise causada pelo novo coronavírus, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) disponibiliza aos seus servidores e magistrados ferramentas de acesso remoto e outros meios técnicos para que, cada vez mais, haja um trabalho efetivo e de qualidade, sem dano para os que dependem da continuidade dos processos.

A servidora Karine Mielle Michel dos Anjos afirma que todos aderiram ao mesmo objetivo de não deixar a população sem resposta. "Contem conosco. Estamos há alguns dias trabalhando intensamente em home office, para que os jurisdicionados não sejam prejudicados pelos efeitos da pandemia."

Titular da Central de Cumprimento da Sentença da Fazenda Pública Estadual (Centrase), a juíza Renata Cristina Araújo Magalhães garante que, apesar dos desafios, magistrados, servidores, colaboradores e estagiários vêm trabalhando de forma contínua e organizada para assegurar o bom funcionamento da Justiça.

"Acredito que a produtividade vem sendo incrementada pelo sistema PJe - Processo Judicial eletrônico - e por intermédio do sistema Depox, que permite a expedição de alvarás eletrônicos." Ela pede tranquilidade a todos e assegura que a Justiça não vai parar.

De acordo com o juiz da Vara Infracional de Belo Horizonte, Emerson Marques Cubeiro dos Santos, o Centro Integrado de Atendimendo ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA-BH) continua funcionando de forma remota, contando com a participação do Ministério Público e da Defensória Pública nas audiências.

Os adolescentes que cometeram algum tipo de infração e os seus responsáveis são destinados a uma sala que segue todos os padrões de higiene e precaução indicados pelos órgãos de saúde. Os jovens têm seu futuro decidido ali mesmo, sendo ele a liberdade ou a reclusão. O magistrado faz questão de ressaltar que essa é uma medida de urgência utilizada pelo TJMG.

Um dos juízes coordenadores do programa Pontualidade, junto com o colega Geraldo David Camargo, Rui de Almeida Magalhães destaca que a iniciativa está funcionando perfeitamente bem, dando suporte às comarcas com acervo volumoso ou congestionado, a ponto de haver perspectiva até de aumentar a produtividade, graças à redução da perda de tempo com deslocamentos. "Somos 2 magistrados, 25 assessores e 10 estagiários, todos atuando em casa", conta.

http://www.i-mpr.com/s/0414/51.mp4

http://www.i-mpr.com/s/0414/50.mp4

GERAIS
27 DE NOVEMBRO DE 2019
Rede de Notícias do Sindijori MG
05 DE FEVEREIRO DE 2020
Um mar de lama
27 DE ABRIL DE 2015
Rede Sindijori de Comunicação
18 DE OUTUBRO DE 2016
19 DE JUNHO DE 2019
REDE DE NOTÍCIAS SINDIJORI
15 DE JULHO DE 2020
SABARÁ TERÁ FESTIVAL VIRTUAL
02 DE MARÇO DE 2020
Rede de Notícias do Sindijori MG
29 DE JUNHO DE 2020
Bem-vindo a Sabará
28 DE SETEMBRO DE 2020
Não recebeu o CRLV 2020?
01 DE OUTUBRO DE 2020
Rede de Notícias Sindijori | MG
21 DE OUTUBRO DE 2020
Vai uma vírgula aí?
07 DE MAIO DE 2020
Prazo para pagamento do IPVA
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados