TERÇA-FEIRA, 13 DE NOV DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - ECONOMIA
30 DE OUTUBRO DE 2018
Estado deve quase R$ 33 milhões a Sabará

Durante a inauguração da agência Sicoob em Sabará o prefeito Wander Borges anunciou que a dívida do Estado de Minas com o município é de mais de R$ 33 milhões, esse déficit tem dificultado gestão no município, impondo limites para realização de grandes ações que poderiam trazer benefícios para a população sabarense.

Wander Borges diz que essa verba daria para melhorar a infrasestrtura da cidade como um todo. “Isso equivale a praticamente mil veículos populares. Poderíamos fazer muito asfalto, creches, escolas e muitas outras coisas, mas não tem como”, diz. Ele afirma que essa dívida impediu a Prefeitura de realizar algumas obras previstas, como recapeamento de vias, muros de arrimo, pavimentação, drenagem, pontes importantes como a do município de Ravena e a construção de um ambiente para abrigar setores da Prefeitura

Apesar da situação, o prefeito diz que está se empenhando em fazer “mais com menos”, mantendo os serviços essenciais para a comunidade, como as escolas, postos de saúde e a UPA. “É um grande desafio que todos nós estamos vivendo”, ressalta.

Além disso, ele afirma que muitas obras estão sendo feitas, como algumas restaurações, construção de creches, obras de saneamento básico, intervenções no bairro Nossa Senhora de Fátima e vários outros.

Dívida do Estado

com Sabará

+ R$2.176.324,48 (ICMS de 25/09/2018)

+ R$ 1.162.740,62 FUNDEB

( Juros e correção de 2017)

+R$ 14.874.570,87 Saúde (COSEMS)

+R$ 1.269.138,08

(ICMS – juros e correção de 2017)

+ R$366.256,00 - Piso Mineiro

Assistência Social fixo

+R$ 51.570,00 Transporte Escolar

+R$ 12.779.442,78 FUNDEB 2018

Retidos do ICMS e IPVA para educação

Total: R$ 32.680.042.84

Dívida total com os municípios

A dívida do Governo do Estado de Minas Gerais com os municípios chega à cifra R$ 9,4 bilhões, de acordo com o último levantamento da Associação Mineira de Municípios (AMM), realizado no dia 17 de outubro de 2018. Mesmo com as várias promessas, o Estado não quitou os repasses atrasados e voltou a atrasar o ICMS ((imposto sobre operações relativas à circulação de mercadorias e sobre prestações de serviços de transporte interestadual, intermunicipal e de comunicação) e o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação) semanal das prefeituras mineiras. Sobre a chamada Lei de Securitização, que garantiria o pagamento de parte do Fundeb, não há qualquer informação a respeito.

Uma coisa é certa o próximo governador de Minas já tem um grande desafio a ser encarado.

ECONOMIA
23 DE NOVEMBRO DE 2015
29 DE FEVEREIRO DE 2016
Desconto de 15% no IPTU
05 DE JANEIRO DE 2017
2017 será para empreendedores
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados