SÁBADO, 20 DE ABR DE 2019
Untitled Document
NOTICIÁRIO - RELIGIÃO
06 DE SETEMBRO DE 2018
Imagem de Nossa Senhora das Dores é restaurada

A tradicional imagem de Nossa Senhora das Dores que fica na Igreja São Francisco está sendo restaurada. A imagem é uma das que têm maior representatividade para Sabará.

Datada do século XVIII e feita em estilo rococó, pelo chamado Mestre de Sabará, a imagem está presente há anos nas comemorações da Semana Santa. Ela sai na procissão do encontro na Terça-Feira Santa, é venerada pelas mulheres na cerimônia da Abertura do Sepulcro na Quinta-Feira Santa e participa da Procissão do Enterro, na Sexta Feira da Paixão. E ainda é utilizada na Semana das Dores.

Padre Felipe, pároco da Igreja do Rosário, explica que a imagem é de roca, ou seja, feita para ser vestida e possui apenas cabeça, mãos e pés, sendo sua armação feita de madeira. O pároco conta que no inicio deste ano resolveu tirar a roupa da imagem para avaliar a situação, então percebeu que boa parte estava deteriorada. Após avaliar a situação comunicou ao Memorial da Mitra e ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN ).

A imagem está sendo restaurada pelo Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais (Cecor) da Escola de Belas Artes da UFMG através de um convênio firmado entre a instituição e a Arquidiocese de Belo Horizonte. Será restaurada toda a parte artística e estrutural da imagem.

Padre Felipe diz que a Cecor está recolhendo algumas imagens das cidades históricas de Minas Gerais para a restauração. Em Sabará, além de Nossa Senhora das Dores, através do convênio, estão sendo restauradas as imagens de São Joaquim de Botas, São Miguel e Santo Antônio que pertence ao Santuário de Santo Antônio de Roça Grande. O pároco explica que a grande vantagem é que através dos convênios as imagens passam pela restauração sem custos paras as paróquias e para o município. Além disso, o trabalho está sendo feito por profissionais gabaritados e com a supervisão do IPHAN e do Memorial da Arquidiocese.

A previsão é que o trabalho leve no mínimo seis meses para ser concluído.

RELIGIÃO
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados