DOMINGO, 19 DE AGO DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - SOCIAIS
27 DE JULHO DE 2018
E ela se foi: Nazinha!

Uma cratera indescritível ilustra nossos corações. A doce Nazinha foi recolhida pelos desígnios indecifráveis de Deus um tempo recorde às nossas vidas.

Tamanha dor nos acompanha e nos ronda.

Seu verdadeiro nome deveria ser Maria da Caridade e do Amor.

A musa top dos pastéis de nata, dos elegantes bom bocados de coco, do saboroso empadão e inúmeros quitutes e quitandas, foi adoçar o céu, levando toda a festa.

Ficou infinita saudade de um ser humano ímpar!

No banco da praça Santa Rita aos domingos e aos sábados no Mercado Municipal ficara a lembrança do seu meigo sorriso, do seu colarzinho de pedras, do perfume cúmplice e da meia fina.

Um dia, Nazinha foi justificar para uma amiga por qual motivo não poderia doar sangue ao marido necessitado. A amiga respondeu-lhe: “Você não precisa, pois sua vida e um eterno doar do coração a todos, conhecidos ou não”.

A sociedade sabarense sempre foi impecável ao valor dado à nossa saudosa Nazinha, costumeiro prestígio e até mesmo na exportação de suas iguarias. Foi parceira fiel e acolhedora neste momento cruel e doloroso da entrega oficial dela aos braços do pai.

Faltam palavras para descrevermos a nossa gratidão a vocês sabarenses ou não, que não mediram esforços para caminhar paralelo à nossa dor. E bem sabemos que gratidão não tem preço. É imensurável.

Quanto aos familiares, faltou ao dicionário Aurélio palavras para ilustrar o nosso carinho a vocês. Somente o senhor Coração, dono legítimo do amor, é capaz de realizar esta nobre tarefa.

À Sandra Camponez, nosso eterno muito obrigado pela parceria amiga, de cumplicidade, de confiança e de amizade por tantas décadas.

Crescemos ouvindo Tia Àurea declamar o poema Para Sempre, de Carlos Drummond de Andrade:

“Por que Deus permite que as mães vão-se embora? Mistério profundo! Fosse eu rei do mundo baixava uma lei: mãe não morre nunca...”

Descanse em paz, mãe! Seu exemplo de vida junto ao nosso inesquecível pai, sua caridade, seu amor e sua garra e elegância ficarão eternamente gravadas na trajetória que ainda teremos a cumprir.

Nilmara, Giovani,

Osvaldo e Viviane

SOCIAIS
02 DE ABRIL DE 2015
Campanha Eu amo minha mãe!
25 DE SETEMBRO DE 2017
Pão da Solidariedade
24 DE ABRIL DE 2018
Projeto Superar completa um ano
14 DE MAIO DE 2018
Ser mãe: um grande desafio
01 DE SETEMBRO DE 2017
Professor Carlão diz adeus!
27 DE JULHO DE 2018
E ela se foi: Nazinha!
29 DE AGOSTO DE 2017
A incansável luta pela vida
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados