TERÇA-FEIRA, 13 DE NOV DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - SOCIAIS
17 DE JULHO DE 2018
“Me sinto respeitada pelo que faço”

Gari ressalta a importância de seu trabalho para a cidade

Para uma cidade estar sempre bonita, existe um ponto fundamental: a limpeza. E para mantermos nossas ruas sempre limpas o trabalho do gari é essencial. É a essa importante missão que Ivone Ferreira de Oliveira, 57, se dedica nos últimos quatro anos.

Nascida e criada em Sabará, Ivone atualmente mora no Centro e trabalha para a prefeitura do município, mas sua vida profissional começou na capital, onde sempre trabalhou nas áreas de limpeza ou cozinha. Na área da limpeza, Ivone passou por importantes shoppings de Belo Horizonte e ainda em grandes empresas. Também já trabalhou em cozinha de alguns lares de idosos.

Há 16 anos cansou de trabalhar em Belo Horizonte e resolveu arrumar empregou aqui. Foi quando começou a prestar serviços para prefeitura. Ela diz que adora trabalhar e valoriza muito o seu trabalho, seja o que for. “Tudo que eu faço eu amo. A profissão que eu pego, me dedico e faço com gosto”, diz. Ivone afirma que fica muito satisfeita quando as pessoas elogiam seu trabalho, ela acredita que a sociedade reconhece o trabalho de gari e ressalta que as pessoas a valoriza e a respeita. “Eu trabalho no Córrego da Ilha, lá todo mundo me conhece, me trata muito bem. Também já fiquei nos Borges. Eu amava trabalhar lá, as pessoas eram muito acolhedoras. Eram boas com a gente. Até chorei quando sai de lá”, conta sorrindo.

Ela afirma que adora o trabalho de limpeza e sabe o quanto isso é importante para uma cidade. “ Sem o nosso trabalho as ruas estariam sempre sujas”.

Além de gari, Ivone também já desempenhou um importante papel nas escolas públicas de Sabará. Por 12 anos foi cantineira, era ela a responsável pela merenda de dezenas de alunos. Já passou pela APAE e ainda por escolas de Roça Grande, Ravena e Pompéu. Como cantineira, ela também diz que era muito reconhecida, principalmente pelos meninos menores.

Apaixonada pela vida e incapaz de dispensar qualquer trabalho, Ivone conta que também adorava cozinhar para os meninos, pois se dedicava muito. “Minha comida estava sempre gostosa, porque quando a gente faz as coisas com alegria e alto astral aquela energia passa para os alimentos e agrada a todos”, afirma.

Hoje o maior orgulho de Ivone é ter conseguido através de seu trabalho criar seus dois filhos, ajudar os netos e ter uma casa confortável para morar. Aos 57 anos e próxima de se aposentar, a gari tem muitos sonhos. Hoje, pretende voltar à sala de aula, pois parou de estudar muita nova. “Eu vou voltar a estudar. Tenho fé em Deus. A escolaridade faz muita falta”, diz.

Além disso, seu sonho após se aposentar é trabalhar de forma voluntária em um lar de idosos. “Eu vou tentar ajudar as pessoas. Quero ajudar aquele que precisa, como já trabalhei em um asilo de idosos, talvez seria o lugar mais fácil. Eu já fui muito ajudada. Agora eu vou retribuir. O que Deus me deu eu vou retribuir ajudando às pessoas”, finaliza.

SOCIAIS
14 DE MAIO DE 2018
Ser mãe: um grande desafio
24 DE ABRIL DE 2018
Projeto Superar completa um ano
02 DE ABRIL DE 2015
Campanha Eu amo minha mãe!
27 DE JULHO DE 2018
E ela se foi: Nazinha!
30 DE OUTUBRO DE 2018
Luta por uma vida mais digna
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados