SEXTA-FEIRA, 14 DE DEZ DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - CULTURA
07 DE JUNHO DE 2018
Tapumes do Paula Rocha viram tela de arte

A espera para a reforma da Escola Estadual Paula Rocha foi longa, mas depois de alguns anos, finalmente as obras começaram. O prédio centenário está sendo reformado e restaurado, afinal, o imóvel é mais uma relíquia do Centro Histórico de Sabará.

A obra está protegida por vários tapumes, para ser mais exato, 18 tapumes de madeira foram colocados nas grades do muro da escola. O artista plástico Sérgio Pacheco, mais conhecido como Serginho, com seu olhar diferenciado, enxergou nos tapumes, uma tela; lugar ideal para expor sua arte.

A ideia foi apresentada para a prefeitura que de cara apoiou. Serginho diz que pretende apenas fazer uma intervenção nas ruas, oferecendo a arte de presente para a cidade, por isso não está cobrando nada pelo seu trabalho. “Passei lá um dia e reparei os tapumes. Então pensei: ‘Esse lugar está ocioso e pode ser melhor explorado. Vou aproveitar. Afinal, aqui é um excelente lugar para manifestarmos nossa arte”, conta.

Para quem já passou pela Praça Melo Viana e reparou as ‘telas’ pintadas na Escola Estadual Paula Rocha, percebeu que o tema escolhido é mundialmente conhecido e bem próximo de todos. “Quis colocar na tela imagens que remetessem a esses pouco mais de 100 anos de Paula Rocha. Imagens didáticas daquilo que aconteceu, que marcou o século, no Brasil e no Mundo. Imagens em que as pessoas se identificam facilmente”, explica o artista.

O painel que leva o nome de “Paula Rocha no Céu” ganhou um fundo azul com singelas nuvens. Serginho retratou em algumas telas a imagem dos Beatles e do Pequeno Príncipe, ainda tem pássaros, pipas e terá muitas outras imagens já que os tapumes são muitos. “Quero colocar crianças jogando bola, andando de bicicleta, imagens de Sabará, como a Igreja do Ó, e até o próprio Sétimo de Paula Rocha. Tenho muitas imagens na minha cabeça, mas na hora que vou pintar muita coisa pode mudar”, conta.

O artista ressalta que a intervenção feita em espaços públicos é bom não só para embelezar a cidade e levar a arte a todo tipo de público, mas para mostrar também que os artistas locais estão produzindo. “Mostrar que a gente existe como artista e que produzimos. Pois se nós fazemos arte, a gente tem que manifestar. A gente não consegue trabalhar só por dinheiro, a gente tem necessidade espiritual de estar pintando”, ressalta.

O filho de Serginho Caio Ariê e o amigo Lucca, também artistas plásticos, farão intervenções no local através do grafite. O trio de artistas forma o grupo Galeria de Arte.

Serginho conta que apesar do trabalho não ser remunerado, eles ganharam parte do material da Secretaria de Turismo do Município e a tinta da Loja Construcentro.

CULTURA
08 DE MARÇO DE 2018
Paixão pela literatura
27 DE ABRIL DE 2015
REGISTRO ÚNICO E INOVADOR
05 DE MARÇO DE 2018
Carnaval da paz e da Alegria
05 DE MARÇO DE 2018
Paixão pela literatura
29 DE MARÇO DE 2018
Mensageiros da paz e da alegria
27 DE JULHO DE 2018
A arte de bordar
26 DE DEZEMBRO DE 2017
Paixões de uma vida em livros
05 DE MARÇO DE 2018
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados