SEXTA-FEIRA, 23 DE FEV DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - EDUCAÇÃO
08 DE FEVEREIRO DE 2018
Estudantes sabarenses participam de torneio internacional de robótica

Um grande desafio. Foi assim que professores e alunos da Escola Municipal Edith de Assis Costa encararam o convite para participar do Torneio de Robótica First Lego League, temporada 2017/2018 com o tema Hydro Dynamics que tem como objetivo pensar e criar soluções para o problema da água no local onde vivem.

O professor de geografia, Edwaldo Rocha, acostumado a desenvolver projetos na escola, é um dos coordenadores. Ele conta que a princípio achou complicado, mas à medida que foi desenvolvendo viu que o desafio poderia ser superado. Ele explica que o projeto se define em três etapas: a primeira e principal é chamada de Core Values que são os valores que regem toda a competição que são fundamentalmente a revelação, integração, interação e coopertition, união das palavras da língua inglesa cooperation (cooperação) e competition (competição), diz respeito ao espírito de competição amigável da equipe em relação aos competidores de outros times.

Já a segunda etapa é a pesquisa realizada pelos alunos para detectarem o problema da água na região. E a terceira e última etapa está o grande desafio que é desenvolver um robô que irá realizar missões com o objetivo de solucionar o problema.

A professora de Ciências, Ana Elisa, afirma que foi um grande desafio, mas os alunos aprenderam muito rápido e desenvolveram bem. Ela destaca a dedicação dos meninos que abriram mão das férias para participarem do projeto. Para Ana Elisa, projetos como esse são de extrema importância para incentivar o aluno. “Se oferecemos recursos para este desenvolvimento, eles vão longe. É isso que estamos vendo aqui”, destaca.

Para o professor de geografia grande vitória é participar e incentivar os meninos para esse novo mundo.

A equipe começou com 10 integrantes, atualmente é composta por seis alunos que têm idade entre 11 e 15 anos e estão entre o 7º e 9º ano. Vitória Ferreira de Souza, 12, está no 8º ano e diz que está adorando participar. “A experiência de ter entrado na robótica foi ótima. Eu aprendi várias coisas novas e fiz vários amigos”, ressalta. Para seu colega Warley Pereira, 11, aluno do 7º ano, a experiência também está sendo ótima. “Estou achando o projeto muito bom. No começo nós ficamos assustados, mas agora vimos que não era tão difícil e estamos conseguindo”, diz. O aluno ressalta ainda que foi muito bom passar as férias desenvolvendo o projeto na escola, pois além do aprendizado, isso fez com que ele não ficasse brincando nas ruas do bairro.

Os alunos ressaltam ainda que com o projeto eles tiveram a oportunidade de descobrir mais a fundo o problema dos recursos hídricos no bairro. “A gente está tentando achar uma solução para ajudar o nosso bairro. Por que muita gente não ajuda por falta de conhecimento, então o nosso objetivo é levar este conhecimento aos moradores”, destaca Vitória. A aluna diz ainda que após a participação no torneio, ela pensa em realizar, junto com a equipe, reuniões com os moradores do Rosário I, para apresentar o projeto mostrando a importância de economizar água, de como podemos utilizar água de chuva e outras ações para tentar solucionar os problemas hídricos da região.

Para Júnior Henrique, 13, aluno do 8º ano, foi muito bom ter aprendido a construir um robô. “Eu pensava que era só pegar um controle remoto e pronto. Agora eu sei que temos que montar, programar e muitas outras coisas”, diz. Sued Mobiles de 14 anos, 9º ano, destaca que além do conhecimento da robótica, a relação com os colegas foi muito boa, eles aprenderam a importância da amizade também. Participam ainda da equipe os alunos Guilherme Santos e Kaiky Oliveira.

A gerente de projetos da Secretaria Municipal de Educação, Flávia Márcia do Carmo, conta que o município foi convidado pela primeira vez pelo SESI a participar do torneio. Flávia chegou a convidar outras escolas que não aceitaram a proposta por motivos diversos. A direção do Edith de Assis aceitou logo que a proposta foi feita e dois professores se dispuseram a se engajar no projeto.

A gerente conta ainda que para participar é preciso pagar uma taxa de inscrição e ainda comprar o material, mas a escola conseguiu doações que muito contribuíram para a participação da equipe. “Estou acompanhando e estou muito surpresa e satisfeita com o desenvolvimento dos alunos”, ressalta.

A diretora da escola, Daniela Cássia do Carmo, diz que o objetivo de desenvolver o projeto foi levar algo diferente para a comunidade do Rosário I. Daniela afirma ainda que sua intenção é dar seguimento a esses projetos, tornar isso uma rotina na escola oferecendo novas oportunidades para os alunos.

O Torneio

O Torneio de Robótica FIRST® LEGO® League é um programa internacional de exploração científica, projetado para fazer com que crianças e jovens de 9 a 16 anos se entusiasmem com ciência e tecnologia e adquiram habilidades valiosas de trabalho e de vida.

Criado em 1998 pela FIRST® em parceria com o Grupo LEGO, o torneio propõe que estudantes sejam apresentados ao mundo da ciência e da tecnologia de forma divertida, por meio da construção e programação de robôs feitos inteiramente com peças da tecnologia LEGO® Mindstorm®.

No Brasil, o Departamento Nacional do Serviço Social da Indústria (SESI) é a instituição responsável pela operação oficial da FIRST® LEGO® League. A iniciativa fortalece a capacidade de inovação, criatividade e raciocínio lógico, inspirando jovens a seguir carreira no ramo da ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática.

A etapa regional acontecerá nos dias 23 e 24 de fevereiro, em Belo Horizonte, os projetos aprovados participarão da etapa nacional, onde serão selecionadas as equipes para o torneio internacional.

EDUCAÇÃO
11 DE MAIO DE 2015
28 DE SETEMBRO DE 2017
Pedalando por uma vida melhor
28 DE SETEMBRO DE 2017
Cantinho do Escritor Sabarense
18 DE JULHO DE 2017
Riquezas de nosso patrimônio
28 DE SETEMBRO DE 2017
De portas abertas
06 DE OUTUBRO DE 2017
2ª edição da Ação Promove
31 DE OUTUBRO DE 2017
Ação Promove SABARÁ
31 DE OUTUBRO DE 2017
Literatura sabarense
31 DE OUTUBRO DE 2017
Professores no limite
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados