SEXTA-FEIRA, 15 DE DEZ DE 2017
Untitled Document
NOTICIÁRIO - EDUCAÇÃO
06 DE DEZEMBRO DE 2017
Dia da Consciência Negra é comemorado com muita festa e conhecimento

Alunos da Escola Estadual Professor Zoroastro Vianna Passos recebem um evento especial no dia em que lembramos Zumbi dos Palmares

No dia 20 de novembro foi comemorado em todo Brasil o Dia da Consciência Negra. A data faz referência ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, um dos maiores líderes negros do país que lutou para a libertação do seu povo e contra o sistema escravocrata.

Em Sabará, a data foi comemorada com uma programação intensa na Escola Estadual Professor Zoroastro Vianna Passos. O evento foi uma realização da Secretaria de Cultura de Sabará que convidou a articuladora cultural Glenda Vaz, especialista em cultura afro-brasileira, para desenvolver uma programação especial para ser apresentada na escola. “O secretário de Cultura, Hamilton Alves, pediu para que eu entrasse em contato com o diretor da escola que imediatamente abriu as portas para que pudéssemos oferecer uma rica programação para os alunos”, conta Glenda.

A festa começou às 10h com o cortejo Guarda de Marujo Nossa Senhora do Rosário. Em seguida os alunos tiveram a oportunidade de participar de três palestras adquirindo muito conhecimento. Quem abriu o ciclo foi a ativista do movimento negro e coordenadora do Instituto Pauline Reichstul, Diva Moreira que falou sobre a origem do Dia da Consciência Negra e Zumbi do Palmares. A segunda palestra foi “Tolerância Religiosa- Respeito” com a mestranda da UFMG Melina Waladesi’w, mediada pelo pedagogo Franz Galvão, o ciclo de palestra fechou com a graduada em pedagogia Simone Santos que falou sobre a “Estética Negra como Empoderamento”.

O diretor da escola, Leonardo de Souza, afirma que o tema abordado nas palestras foi muito enriquecedor para os alunos. “Chama muito a atenção dos meninos. Tivemos uma participação marcante dos nossos alunos. Foi mais que uma aula, foi uma experiência que eles levarão para vida inteira. Hoje é um dia marcante pra gente para podermos reforçar a importância dessa data. Os alunos estão adorando. O portão está aberto e ninguém saiu, todos querem participar”, ressalta.

Glenda conta que após as palestras o que mais a chamou a atenção foi o fato dos alunos ter continuado na escola para conversar com os palestrantes. “Eles (alunos) fizeram uma roda de conversa com os palestrantes, porque eles se identificaram. Eu me preocupei em trazer palestrantes negros que tiveram histórias parecidas com as deles e que hoje são doutores e mestres. Eles se identificaram com esses palestrantes”, diz.

E não acabou por aí, as palestras foram só o início. À tarde várias oficinas movimentaram a quadra da escola. Teve aula de dança afro e percussão; pintura urbana, com mascaras africanas; as meninas se enfeitaram com turbantes, tranças e maquiagens que foram ensinadas nas oficinas. E ainda feira de bijuterias com roupas e acessórios africanos.

Israel Judá da Silva, aluno do 2º ano, não chegou a participar das oficinas, mas achou muito interessante, para ele ações como está ajudam a diminuir o preconceito. “Acho que ajuda a diminuir com as ‘zoações’ que tem na escola, aprendendo dessa forma as pessoas passam a ter mais respeito”, disse.

As estudantes Michele Paula e Helen Costa do 2º ano trançaram o cabelo e colocaram turbantes oferecidos nas oficinas. Elas disseram que o evento foi muito bom, pois buscou incentivar e valorizar a cultura negra que é muito importante para a formação da nossa sociedade. “Nós fazemos parte de um grupo da escola que participa do projeto Empodereamento Negro, com isso pretendemos mostrar para as pessoas que o preconceito tem que morrer”, diz Michele.

Fechando com chave ouro o Bloco Afro Magia Negra de Belo Horizonte colocou a moçada para dançar. O bloco além de levar alegria com sua música envolvente traz como principal objetivo reverenciar os valores da cultura afro, dando ênfase à imensa contribuição do povo negro na formação e construção do Brasil.

O diretor do Zoroastro afirma que a parceria foi um sucesso e que as portas da escola estarão sempre abertas para eventos como esse e destaca que no próximo ano a intenção é fazer uma festa ainda maior.

EDUCAÇÃO
11 DE MAIO DE 2015
28 DE SETEMBRO DE 2017
Pedalando por uma vida melhor
28 DE SETEMBRO DE 2017
Cantinho do Escritor Sabarense
18 DE JULHO DE 2017
Riquezas de nosso patrimônio
28 DE SETEMBRO DE 2017
De portas abertas
06 DE OUTUBRO DE 2017
2ª edição da Ação Promove
31 DE OUTUBRO DE 2017
Ação Promove SABARÁ
31 DE OUTUBRO DE 2017
Literatura sabarense
31 DE OUTUBRO DE 2017
Professores no limite
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados