SÁBADO, 25 DE MAI DE 2019
Untitled Document
NOTICIÁRIO - GERAIS
06 DE OUTUBRO DE 2017
Sinal analógico de TV deixa de operar em novembro em BH e Região Metropolitana

O sinal analógico da televisão deixa de operar no dia 8 de novembro na capital e em todas as 38 cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Quem não tem Tv por assinatura (cabo ou parabólica) ou tem aparelhos antigos (daqueles de tubo) tem que fazer a conversão até essa data, caso contrário ficará sem sinal.

Algumas televisões de tela plana, adquiridas antes de 2010, também não possuem o conversor integrado e precisarão de um equipamento para conseguir o sinal. A partir dessa data o sinal analógico vai ser desligado e os canais abertos serão transmitidos apenas pelo sinal digital. Essa mudança deve atingir 1,9 milhão de residências ou cerca de 5,5 milhões de habitantes na capital e RMBH.

Para as famílias carentes beneficiárias de programas sociais do governo federal, o conversor começou a ser distribuído gratuitamente a partir de hoje. Ao todo serão entregues nessas cidades 415 mil kits de conversão para beneficiários dos programas sociais do governo federal.

Para isso é preciso ligar para o número 147 e agendar a entrega. O interessado deve ter em mãos o número do NIS (Número de Identificação Social) impresso nos cartões dos programas sociais. Por meio desse telefone é possível agendar a data e o horário para retirada dos kits, A marcação também pode ser feita por meio do site www.sejadigital.com.br/kit.

Quem não é beneficiário de programa social e não tem televisão por assinatura terá de comprar o aparelho conversor, que já é vendido nas lojas de material elétrico e construção. O preço do kit completo (conversor e antena) varia entre R$ 100 e R$ 150. Caso haja mais de uma televisão na residência, será preciso um conversor para cada aparelho e apenas uma antena.

Fonte: Jornal Estado de Minas

GERAIS
27 DE ABRIL DE 2015
Rede Sindijori de Comunicação
18 DE OUTUBRO DE 2016
28 DE DEZEMBRO DE 2018
“Um olhar para o próximo”
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados