QUARTA-FEIRA, 18 DE JUL DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - GERAIS
29 DE AGOSTO DE 2017
AngloGold testa sirene no Pompéu

Na quinta-feira, 17, a AngloGold Ashanti testou as três sirenes que foram instaladas recentemente no Pompéu.

As sirenes fazem parte do plano de emergência da barragem da mina de Cuiabá que continua com seu barramento estável e atualmente em fase final de obras de alteamento.

O sistema de notificação de emergência, como é conhecido, tem o objetivo de comunicar a população por meio de sinal sonoro, luminoso e aviso de orientação sobre uma situação de risco.

Ao todo são três torres com sirene, sendo que cada uma tem a capacidade de atingir um raio de aproximadamente 2,5km. A tecnologia aplicada nos instrumento é baseada em normas internacionais para situação de emergência. Os locais para instalação das torres foram mapeados através de um software moderno e preciso, além do estudo técnico da barragem da mina Cuiabá.

Segundo alguns moradores, o teste foi satisfatório, o som da sirene foi ouvido em uma grande área, por outro lado, eles acreditam que a informação passada não foi de fácil entendimento e será necessário ajustes. (Após soar a sirene, uma voz informa que aquilo é apenas um teste. Em caso de emergência, a voz irá orientar a comunidade sobre o que fazer).

A AngloGold informou que durante a simulação sonora, os parâmetros medidos estavam dentro do esperado, atendendo às expectativas da empresa. Em relação à dificuldade de entendimento quanto à informação passada, afirma que a equipe técnica responsável já está trabalhando no condicionamento do aparelho e fará as adequações necessárias para o funcionamento ideal.

De acordo com a empresa, o plano de emergência foi elaborado por uma equipe multidisciplinar que planejou todas as etapas. Além dos testes de som, estão previstas a distribuição de materiais informativos e a sinalização em toda a comunidade. Há, ainda, a previsão de um simulado, a ser desenvolvido em parceria com Defesa Civil estadual e municipal, Corpo de Bombeiros e outros órgãos. O objetivo é instruir a população na prática sobre como proceder em caso de necessidade.

Diariamente, a equipe responsável pelo monitoramento realiza um rígido acompanhamento do local, seguindo todas as normas e padrões de segurança estabelecidos pelos órgãos reguladores, para eliminar qualquer risco de rompimento. O procedimento é parte do Plano de Ação Emergencial de Barragens de Mineração (PAEBM), já adotado pela AngloGold Ashanti.

O sistema de sirene já está em pleno funcionamento e, somente em caso de risco de ruptura, o sistema será acionado. Avisos sonoros e luminosos são enviados, com orientações sobre como proceder. Simultaneamente, a população, previamente treinada, será encaminhada para os locais indicados, onde ficarão em completa segurança.

A AngloGold Ashanti ressalta que todos os procedimentos estão sendo incorporados ao Plano de Ação Emergencial de Barragens de Mineração. Para finalizar, ressalta que um de seus compromissos é garantir a segurança e contribuir para a melhoria da qualidade de vida das comunidades próximas às suas operações.

GERAIS
25 DE SETEMBRO DE 2017
Carnaval dos Enxutões
08 DE FEVEREIRO DE 2018
TÁ TUDO ERRADO
27 DE ABRIL DE 2015
Rede Sindijori de Comunicação
18 DE OUTUBRO DE 2016
29 DE AGOSTO DE 2017
AngloGold testa sirene no Pompéu
31 DE OUTUBRO DE 2017
Uma tradição milenar
29 DE AGOSTO DE 2017
Romance em contos
21 DE NOVEMBRO DE 2017
Quanto custa morrer?
03 DE JANEIRO DE 2018
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
28 DE SETEMBRO DE 2017
08 DE AGOSTO DE 2017
08 DE AGOSTO DE 2017
Alerta as Prefeituras
28 DE SETEMBRO DE 2017
ACESSO PARA TODOS
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados