SEGUNDA-FEIRA, 10 DE DEZ DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - GERAIS
16 DE MAIO DE 2017
Processo Judicial Eletrônico é apresentado em Sabará

Novo sistema pretende trazer economia e mais celeridade aos processos judiciais

Na sexta-feira, 5 de maio, foi apresentado no Fórum de Sabará um novo sistema digital que será usado na Comarca para peticionar e acompanhar os autos de um processo.

O Processo Judicial Eletrônico (PJe-CNJ - 1ª Instância) adotado pelo Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) é um sistema informatizado que proporciona que todo o procedimento judicial seja em meio eletrônico. Assim, o armazenamento e a manipulação dos autos são feitos por esse meio. O sistema foi desenvolvido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em parceria com os tribunais para a modernização dos judiciário e permite a prática e o acompanhamento do ato processual em meio eletrônico, independentemente de ele tramitar na Justiça Federal, dos Estados, Militar dos Estados ou na Justiça do Trabalho.

O gerente do Sistema Judiciário, responsável pelo Núcleo técnico do TJMG, Dalton Luiz Fernandes Severino, apresentou para os presentes como funciona o Processo Judicial Eletrônico, destacando como será sua implantação na Comarca de Sabará e quais são as vantagens do sistema para o judiciário.

Para o desembargador do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, Amauri Pinto Ferreira, que esteve na apresentação representando o presidente do Tribunal de Justiça Herbert Carneiro, a implantação do sistema é um grande avanço. Ele destaca que além de agilizar o andamento dos processos, o PJe vai possibilitar economia em vários aspectos, não só para o Tribunal de Justiça como para os advogados e as partes envolvidas. “Economiza muito papel, o advogado não vai precisar mais ir ao Fórum, só em dia de audiência, economizando dessa forma também até o meio de transporte”, destaca.

Além disso, o desembargador ressalta que as partes envolvidas poderão acompanhar o processo de sua casa pela internet. E destaca ainda que o sistema ira aliviar fisicamente os fóruns, já que pode se acabar com os arquivos que acumulam uma infinidade de processos e toneladas de papéis. Isso vai gerar outra economia para o TJMG, já que muitas vezes imóveis são alugados para guardar processos, o que não será mais necessário.

Para a diretora do Foro de Sabará, juíza Veruska Rocha Mateddi Lucas, a implantação do sistema PJe vai trazer vários benefícios para a comarca não só pela celeridade processual. “Vai ter redução de custos, já que se gasta muito com papel e, além disso, haverá diminuição de volume de processo físico, trazendo um ambiente mais limpo, melhorando o local de trabalho o que pode gerar mais produtividade”, diz.

O TJMG prestou homenagem à Sociedade Educacional e Cultural de Sabará, mantenedora da Faculdade de Sabará, pela cessão de auditórios para a realização de futuros treinamentos.

Estavam presentes magistrados, servidores do judiciário, advogados, promotores e defensores públicos. Além do prefeito, Wander Borges, representantes do judiciário do Executivo e o presidente da Câmara de Vereadores Valtair Rodrigues.

O Processo Judicial Eletrônico já está presente em 37 comarcas. E no próximo dia 19 de junho será implantado, além de Sabará, nas comarcas de João Monlevade, Lavras e Pará de Minas.

GERAIS
08 DE FEVEREIRO DE 2018
TÁ TUDO ERRADO
27 DE ABRIL DE 2015
Rede Sindijori de Comunicação
18 DE OUTUBRO DE 2016
03 DE JANEIRO DE 2018
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados