SEGUNDA-FEIRA, 15 DE OUT DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - EDUCAÇÃO
26 DE ABRIL DE 2017
Turismólogo com Síndrome de Down bate recorde brasileiro

Bruno Ribeiro Marques Fernandes colou grau em 30 de março de 2015 e em 1° de maio do mesmo ano foi nomeado para exercer a profissão

O RankBrasil oficializa mais um recorde que mostra a capacidade, esforço e competência de pessoas especiais. Trata-se do Primeiro turismólogo com Síndrome de Down em exercício no país, título conquistado pelo pernambucano de Recife, Bruno Ribeiro Marques Fernandes.

Formado em Turismo com ênfase em Hotelaria pela Faculdade Santa Helena, de Recife (PE), Bruno colou grau em 30 de março de 2015 e em 1° de maio do mesmo ano foi nomeado para exercer a profissão na Empetur (Empresa de Turismo de Pernambuco), do governo do estado.

O recordista começou a trabalhar na empresa atendendo ao convite do secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras. Ele atua na Unidade de Acessibilidade da Diretoria de Estruturação do Turismo e entre suas principais funções participa da organização de cursos para pessoas com Síndrome de Down, do projeto Praia sem Barreiras, de reuniões internas e externas, e de eventos.

Bruno teve a ideia de fazer Turismo por gostar muito de história e de viajar. “Decidi juntar os dois interesses e tenho viajado tanto pelo Brasil como ao exterior”, conta. Entre as dificuldades do curso ele aponta as disciplinas complexas como Contabilidade e Estatística. “Outro problema foram alguns professores, ao insistirem em provas com muitas questões em pouco tempo. Também havia aqueles que nem sempre estavam receptivos para responder perguntas e esclarecer dúvidas”, lembra.

Um dos pontos positivos, conforme o pernambucano, foi a receptividade por parte dos colegas, da maioria dos professores e da direção. “Não sofri preconceito. Havia amizade, companheirismo e respeito”. Ele comenta que no primeiro ano participava de jogos de dominó, que proporcionavam bons momentos e integração entre os alunos de toda faculdade, não apenas da turma.

Sobre a oficialização do recorde pelo RankBrasil, Bruno diz que é muito bom ver reconhecido seu esforço e empenho. “Ao mesmo tempo este título me deixa feliz por mostrar para a sociedade que somos capazes, precisamos de apoio, estímulo e oportunidades”, destaca. Para outras pessoas com Síndrome de Down, o recordista deixa a dica: “Confie em si e nunca desista dos seus sonhos”.

Espanhol, fotografia e dança

Bruno completa 25 anos de idade em 28 de abril de 2017. Além da graduação em Turismo, estudou espanhol e também fez cursos de fotografia. “Isso me deu embasamento para capturar melhores imagens, resultando em quatro exposições”. Ele ainda participa de aulas de dança de salão, a partir das quais já realizou mais de uma dezena de apresentações públicas em vários ritmos, além de procurar frequentar cursos de extensão na área do Turismo.

Na websérie Geração 21

A história de sucesso de Bruno será contada na websérie Geração 21. O projeto apresenta jovens com Síndrome de Down que estão conquistando a independência através de suas profissões e escolhas. “É uma grande oportunidade de revelar nossos talentos e habilidades, mostrando que somos protagonistas de belas histórias. O diretor Alex Duarte sabe nos valorizar e destacar o que há de melhor em cada um”, finaliza.

EDUCAÇÃO
11 DE MAIO DE 2015
31 DE OUTUBRO DE 2017
Ação Promove SABARÁ
31 DE OUTUBRO DE 2017
Literatura sabarense
31 DE OUTUBRO DE 2017
Professores no limite
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados