SEXTA-FEIRA, 17 DE AGO DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - CULTURA
00 DE DE 0000
Sabará recebe a terceira edição do Festival Real Instrumental

O Festival de música instrumental terá programação gratuita e receberá bandas de Minas, São Paulo e Rio de Janeiro

A cidade histórica de Sabará sediará pela terceira vez o Real Instrumental, festival que visa promover uma integração entre as cidades que fazem parte da Estrada Real com a produção instrumental recente, criando um diálogo entre o novo e o antigo. A Terceira edição do Real Instrumental acontecerá dia 25 de março de 2017 e todas as atividades serão gratuitas.

O Real Instrumental foi criado em 2010 pelo Coletivo Fórceps visando circular pelas cidades que fazem parte da Estrada Real. Para intensificar a proposta todos os shows serão realizados em ponto histórico sem o uso de palco, estabelecendo um contato direto entre os músicos e o público, que ficará livre para circular ao redor do espetáculo, criando assim uma relação entre o ambiente, o patrimônio e o espetáculo. O evento é voltado para a produção e formação da música instrumental independente, além de aproximar os debates relacionados à cadeia produtiva da música e as políticas públicas que estão sendo trabalhadas dentro do circuito da Estrada Real.

Em 2017, o Real Instrumental acontecerá na Praça Santa Rita e a sua programação contará com bandas de três estados brasileiros: 4 Instrumental (Sabará/MG), Opus (Sabará/MG), Confeitaria (BH/MG), Meneio (SP/SP) e Salvador (RJ/RJ).

O Real Instrumental é uma realização da Prefeitura de Sabará em parceria com o Coletivo Fórceps e a terceira edição é uma iniciativa da banda 4Instrumental através do seu guitarrista Thiago Guedes, que também é um dos fundadores do evento.

Serviço

O que: Real Instrumental - 3ª Edição

Quando: de 25 de março de 2017 - 17h

Onde: Praça Santa Rita, Centro, Sabará.

Programação gratuita.

Informações:

31 3674-3021 | 31 99676-3002

Sobre as bandas

MENEIO (São Paulo)

Formado em 2013 por músicos que já possuem um histórico de trabalho em diversas bandas como Malditas Ovelhas e Aeromoças e Tenistas Russas. Sua música é sensorial, construída através da mistura de instrumentos orgânicos e eletrônicos, com influências de trilhas, paisagens sonoras, post-rock, trip-hop, música eletrônica e psicodelia.

Seu primeiro álbum homônimo foi produzido por Jovem Palerosi e masterizado por Arthur Joly no Reco Master, lançado em outubro de 2015 pelo selo Balaclava Records, recebeu diversas críticas positivas da imprensa e público, sendo citada em diversas listas entre os melhores lançamentos nacionais e com destaque em diversos veículos comunicação.

A banda vem se apresentando com frequência em diversos espaços culturais, casas noturnas e festivais, com destaque para o Instrumental Sesc Brasil, considerado o principal palco da linguagem no país, Festival PIB – Produto Instrumental Bruto, na Funarte SP, Festival Contato em São Carlos, ExperimentaSom no Sesc Sorocaba, Centro Cultural São Paulo, Festival Grito Rock, Sesc Cadeião em Londrina (PR), entre outros.

Em 2016 a banda foi convidada pela Tramp a integrar a coletânea “No Abismo da Alma”, um tributo ao movimento #Udigrudi recifense dos anos 70, e fez versão para música “Allegro Piradíssimo”, original de Lula Côrtes e Laílson.

Atualmente a banda circula para divulgação do primeiro álbum ao mesmo tempo em que trabalha em novas composições para o segundo álbum, previsto para o segundo semestre de 2017.

Para ouvir

https://soundcloud.com/balaclavarecords/sets/meneio2015

SLVDR (Rio de Janeiro)

SLVDR (que é "Salvador" sem as vogais, para os mais desavisados) é uma banda de música instrumental formada por Bruno Flores (guitarra),Hugo Noguchi (baixo) e Gabriel Barbosa (bateria), que teve sua formação no final de 2012, no Rio de Janeiro.

A banda lançou seu primeiro EP, intitulado "Fera Vischer", em junho de 2013, com os então membros Henrique Araújo (bateria), Pedro da Costa (guitarra) e Leonardo Rezende (teclados), alcançando, com suas 4 músicas, notoriedade em blogs, americanos e canadenses, especializados em música instrumental.

SLVDR, agora um trio, já tem dois álbuns lançados. Em Novembro de 2015, o Split internacional com a banda japonesa MOMA, que conta com 2 músicas de cada banda, começou a ser comercializado em vinil e digitalmente.

Mais recentemente, em Julho de 2016, o primeiro álbum completo do trio chegou à internet. Produzido por Alex Miranda, o álbum de nome "Presença" conta com composições de Bruno Flores e Hugo Noguchi, além de participações de Gabriel Ventura, Caio Lima e Julia Shimura.

Para ouvir

https://soundcloud.com/slvdrmusic

4INSTRUMENTAL (Sabará/MG)

O 4 Instrumental começou suas atividades em 2008 como uma reunião despretensiosa de amigos para tocar em um festival. A banda contabiliza apresentações em grandes festivais, como a Virada Cultural (SP), Festival Calango (MT) e Conexão Vivo (BH), apresentando- se ao lado de artistas de renome como Uakti, Sepultura, Otto, Criolo e BNegão.

Em 2011 a banda lançou o seu primeiro álbum, o "4.1" gravado em Buenos Aires. O processo de gravação do disco deu origem ao documentário "Salto no Vazio", produzido por Carou Araújo.

Após o lançamento , o grupo excursionou pela Argentina tocando ao lado de bandas promissoras do cenário independente argentino , como Falsos Conejos, Cocolizo, Azul Dada, Tulús e Glândula. No Brasil, fez uma turnê com o cantor e compositor Jair Naves, que visitou cidades de Minas Gerais e São Paulo apresentando- se em grandes palcos, como o Studio SP na capital paulista.

O álbum 4.1, foi citado entre os melhores lançamentos de 2011 pelos blogs "Na Mira do Groove e Meio Desligado e em setembro de 2012, foi escolhido para integrar a coletânea "New Music Across the Map", organizada pela seção musical do periódico inglês The Guardian.

Atualmente o 4instrumental prepara o lançamento do seu novo trabalho, o EP Estampa de um Rosto Molhado, que já conta com faixas disponibilizadas para apreciação do público nas redes sociais da banda e o vídeo clipe da faixa Insônia.

Para ouvir: https://soundcloud.com/4instrumental

CONFEITARIA (Belo Horizonte)

É uma performance musical instrumental, com traços minimalistas e progressivos, misturando post-rock, música dançante e experimentalismo. Foi criada pelo músico Gabriel Murilo, guitarrista e contrabaixista, e pelo baterista e engenheiro de áudio Lucas Mortimer, a partir de uma residência artística na Patagônia, em dezembro de 2015. O resultado foi o disco "Enero" (Janeiro, em espanhol) que traz uma sonoridade forte, envolvente e imaginativa carregada de texturas e profundidades tímbricas.

O disco foi lançado em primeira mão pelo site Popload.

Para Ouvir: https://soundcloud.com/confeitaria

OPUS (Sabará/MG)

Formada em meados de 2005 pelo músico Ralfe Rodrigues, Ocimar Moreira e Glaison Di Pascua com a proposta de fazer leituras de compositores clássicos principalmente do período barroco, contudo hoje com alguns anos de estrada a Opus produz o seu próprio ouro em forma de música autoral com a mesma dinâmica e alegria do início dessa grande ideia. Assim é a Opus, nascida no berço metropolitano cultural de Belo Horizonte agrega ao rock instrumental, além da técnica, destes três musicistas, um experimentalismo tão macio e ao mesmo tempo cortante, que chama a atenção por ser inovador e contemporâneo.

Para ouvir: https://www.youtube.com/watch?v=9xFzetZrkms

CULTURA
27 DE ABRIL DE 2015
REGISTRO ÚNICO E INOVADOR
08 DE MARÇO DE 2018
Paixão pela literatura
31 DE OUTUBRO DE 2017
Dez anos do Sarau de Sabará
05 DE MARÇO DE 2018
Carnaval da paz e da Alegria
05 DE MARÇO DE 2018
Paixão pela literatura
29 DE MARÇO DE 2018
Mensageiros da paz e da alegria
13 DE OUTUBRO DE 2017
Diário de uma Alma
13 DE OUTUBRO DE 2017
Entre duas Pátrias
27 DE JULHO DE 2018
A arte de bordar
26 DE DEZEMBRO DE 2017
Paixões de uma vida em livros
21 DE NOVEMBRO DE 2017
Poeta das imagens
05 DE MARÇO DE 2018
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados