SEGUNDA-FEIRA, 16 DE JUL DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - POLÍTICA
20 DE FEVEREIRO DE 2017
Redes sociais aproximam os cidadãos da ALMG

Legislativo está presente no Facebook, no Twitter, no Instagram e no YouTube, abreviando o caminho para a participação.

Em um Estado com 853 municípios, alguns tão distantes de Belo Horizonte quanto Salto da Divisa (a 827 quilômetros da Capital), uma das principais apostas da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para se aproximar dos cidadãos passa pela internet e, especialmente, pelas redes sociais. A ALMG está presente hoje em várias dessas redes, tais como o Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

A importância desses aplicativos eletrônicos para a democracia e para o debate político é que eles podem abreviar o caminho da participação, transformando quilômetros em alguns cliques.

Quem acessa as páginas e os perfis da Assembleia pode, além de se informar sobre o que acontece no Parlamento mineiro, participar do processo legislativo, dando sua opinião sobre projetos de lei ou acompanhando as reuniões parlamentares.

Pode ainda assistir a vídeos produzidos pela TV Assembleia sobre os temas em debate ou mesmo inscrever-se em cursos oferecidos pela Escola do Legislativo, alguns deles gratuitos.

No Facebook, dois posts diários publicados no perfil da ALMG tratam, entre outros assuntos, de campanhas educativas, dicas, serviços, agenda cultural, divulgação de leis, informações sobre o Legislativo e homenagens ou questionam o leitor sobre sua opinião a respeito dos projetos em tramitação.

Votação popular

Outros debates trataram de questões que nem chegaram a ser votadas no Plenário, mas despertaram um intenso engajamento. Um dos principais exemplos foi a polêmica em torno do Uber, aplicativo que cadastra veículos particulares para transporte.

Se as audiências públicas realizadas atraíram dezenas de pessoas, a participação na internet foi além: foram 3.899 votos populares na enquete que tratou do PL 2.676/15, do deputado Fred Costa (PEN), que proibiria serviços de transporte que operem por meio de aplicativos eletrônicos.

As redes sociais facilitam o acesso e ampliam o alcance de serviços como esse, intitulado Dê sua Opinião sobre Projeto em Tramitação. Por meio dele, além de se posicionar contra ou a favor das propostas legislativas, o cidadão pode deixar críticas, elogios ou sugestões de alteração.

Também com frequência, a Assembleia utiliza as redes sociais para divulgação de campanhas educacionais. A febre amarela foi um dos temas mais recentes. Nesse caso, a ALMG apoiou campanha promovida pela Secretaria de Estado de Saúde.

Em outras situações, as campanhas na internet reforçaram eventos realizados em parceria com movimentos sociais, tais como os ciclos de debates que discutiram a participação da mulher na política e a violência de gênero.

POLÍTICA
13 DE NOVEMBRO DE 2017
Menos velocidade e mais SEGURANÇA
02 DE ABRIL DE 2018
Trabalhando de Bairro a Bairro
07 DE MAIO DE 2018
Falta de compromisso
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados