TERÇA-FEIRA, 21 DE MAI DE 2019
Untitled Document
NOTICIÁRIO - GERAIS
24 DE SETEMBRO DE 2015
Tumulto deixa ao menos 453 mortos em peregrinação islâmica a Meca

Centenas de pessoas morreram após uma confusão durante peregrinação anual a Meca, na Arábia Saudita, nesta quinta-feira (24), informou a Defesa Civil saudita, de acordo com as agências internacionais de notícias.

O balanço mais recente de mortos é de 453 pessoas, segundo o órgão, e ainda deve aumentar. Pelo menos 719 pessoas ficaram feridas, segundo a Reuters.

De acordo com uma fonte do ministério da Saúde, o tumulto aconteceu durante o ritual de apedrejamento de satã em Mina, que consiste em atirar pedras contra pilastras que representam o diabo.

A tragédia ocorreu perto de uma das pilastras quando várias pessoas que deixavam o local se encontraram com um grande número de peregrinos que desejavam ter acesso.

Os fiéis têm acesso à área das pilastras por túneis e vias elevadas e, nos últimos anos, as autoridades realizaram obras importantes para facilitar o deslocamento das pessoas e evitar acidentes como o desta quinta-feira.

As vítimas são de várias nacionalidades, segundo as autoridades.

De acordo com a Defesa Civil, seis equipes de emergência prestam os primeiros socorros aos feridos no local da tragédia e orientam os peregrinos para "rotas alternativas".

Até o momento não foram divulgados os motivos que teriam provocado uma correria em Mina, cidade que realizou nos últimos anos obras de infraestruturas para facilitar o deslocamento dos peregrinos.

O Irã atribuiu a tragédia a falhas de segurança.

"Por motivos desconhecidos fecharam um acesso ao local no qual os fiéis cumprem o ritual de apedrejamento de satã", afirmou o diretor da organização iraniana do hajj, Said Ohadi. "Foi isto o que provocou este trágico incidente", disse à televisão estatal iraniana.

Cerca de 3 milhões de muçulmanos participam da peregrinação a Meca.

Fonte: G1

GERAIS
27 DE ABRIL DE 2015
Rede Sindijori de Comunicação
18 DE OUTUBRO DE 2016
28 DE DEZEMBRO DE 2018
“Um olhar para o próximo”
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados