SEGUNDA-FEIRA, 10 DE DEZ DE 2018
Untitled Document
NOTICIÁRIO - EDUCAÇÃO
22 DE JUNHO DE 2015
Saiba com ser um estagiário bem sucedido

Um estágio pode significar a primeira etapa para o seu objetivo de carreira ou tornar-se uma experiência desastrosa. Depende de como você está preparado para lidar com o novo ambiente de trabalho e os colegas com quem irá dividir espaço. É natural estar inseguro sobre como se portar. Afinal, você ainda é jovem e inexperiente. Não deixe, porém, que a imaturidade tome espaço no seu dia-a-dia. Para ajudar você a se dar bem no estágio e evitar os erros que põem em risco seu aprendizado e até uma possível chance de efetivação, segue abaixo algumas dicas importantes:

1 - Fugir das responsabilidades

"Ao conversar com gestores de grandes empresas muitos deles reclamam da postura profissional de estudantes de universidades clássicas e conceituadas. No dia-a-dia no estágio, ele se comporta como se não precisasse se esforçar, imagina que a boa fama de sua universidade de origem seja suficiente. O estagiário, porém, deve ter claro que esta é a fase em que ele abrirá portas para o mercado. ? preciso estar atento, aproveitar oportunidades e decidir com maturidade o que é mais importante em cada momento. O estudante não pode ser inconseqüente a ponto de executar mal uma tarefa, priorizar compromissos secundários ou simplesmente culpar outros pelos seus erros. Quem tem esse tipo de comportamento não se sustenta por muito tempo."

2 - Perder tempo na internet (facebook, e-mail, MSN, WhatsApp)

"Administre bem o seu tempo. Chegar antes e sair depois de todos não é sinônimo de dedicação e competência. Cuidado com o tempo perdido com e-mails e com a navegação na Internet. O estagiário deve se perguntar ao final de cada dia: "Eu dei lucro ao meu empregador hoje? Se a resposta for afirmativa, você está no caminho certo."

3 - Adotar postura inflexível

"Uma competência fundamental que o estagiário dever ter é flexibilidade para mudanças. Atualmente, as empresas são muito dinâmicas, logo, as prioridades de trabalho mudam rápido demais e o estagiário pode não acompanhar ou até mesmo não entender. ? interessante que ele tenha essa competência, pois assim, evita-se que ele fique frustrado em algumas situações ou tenha a impressão de que nunca consegue terminar suas atividades ou projetos. Uma sugestão para o estagiário é conversar sempre com seu tutor/gestor e procurar entender o que acontece no momento e quais são as prioridades de trabalho."

4 - Acomodar-se

"O estudante precisa entender que o estágio serve para ele aprender e o fato de estar nesta posição significa que ele deve demonstrar interesse por novos conhecimentos. Tem muito estudante que entra na empresa e pensa: "legal, agora que passei na seleção vou relaxar." Por causa disso, assume uma postura mais passiva do que deveria. O estudante não pode ser acomodado a ponto de achar que a empresa vai adivinhar as necessidades e as dificuldades dele. Se tem dúvida, pergunte, se não entendeu, esclareça. Uma postura passiva pode ser encarada como má-vontade e falta de iniciativa. Para quem pretende evoluir ou mesmo disputar uma efetivação, estará longe de alcançar seus objetivos."

5 - Inovação. O estagiário deve buscar ser criativo e fazer as coisas de modo pró-ativo e diferente, de forma adequada ao seu contexto.

6. Ética sempre. Buscar as atitudes corretas e fazer as coisas do jeito certo é hoje muito valorizado nas organizações em geral. No entanto, é uma forma de agir e pensar estritamente dependente de fatores culturais como educação, meio em que se cresceu, valores familiares, etc. É importante estar atento a si mesmo e à sua relação aos outros.

7. Comprometimento com a atividade do estágio. “É essencial a dedicação e a disposição para encarar desafios”, afirma Bins. Portanto, conhecer a organização é básico, a fim de ter um desempenho que possa ser afinado com os valores da empresa. “Ele (o estudante) vai aprender com a prática, e pode fazer isso de forma dedicada ou relapsa”, adverte o gestor.

8. Persistência. É uma qualidade marcante da geração atual ser conectada e pensar com rapidez. Bins destaca, contudo, que o aprendizado requer muitas vezes insistência. Ou seja: “Não desistir facilmente perante as dificuldades e persistir nos objetivos”, diz ele, ajuda ao estagiário encontrar o seu próprio espaço no local de trabalho.

9. Relacionamento humano. “O jovem deve entender que o relacionamento pessoal é diferente do profissional e daquele que ele tem com os amigos”, explica o gestor. O estagiário deve se colocar no lugar dos outros, ter empatia e ver como suas atitudes repercutem em seu ambiente profissional.

10. Habilidades sociais. O estagiário precisa ter discernimento, ou seja, saber avaliar e apreender o sentido das coisas para agir corretamente em relação aos colegas, aos chefes e às pessoas em geral.

11. Comunicação. É uma característica das mais importantes para qualquer profissional, pois está relacionada diretamente à imagem profissional. O aprendiz deve ter atenção à sua expressão verbal, falada e escrita: “Hoje, com a tendência das redes sociais, em que as informações fluem de forma concisa e informal, é preciso ter em mente que nem sempre esta é a maneira mais adequada de se comunicar no trabalho. O estagiário desenvolver sensibilidade e habilidade comunicacional”.

12. Perfil sustentável. Atualmente, é importante que o estagiário compreenda e se preocupe em desenvolver uma visão mais macro, que compreenda o mundo de uma forma totalizante, e não se ater apenas às atividades realizadas na empresa. “As organizações estão valorizando mais aqueles estagiários que têm compromisso social, com um olhar para as relações econômicas e aos aspectos sociais, que ajude a mudar para melhor a sociedade como um todo”, detalha Bins.

13. Ser socialmente engajado. Esse aspecto é diretamente relacionado com o anterior. Participar de grupos como escoteiros ou de ajuda à comunidade, bem como ter feito um trabalho voluntário, ajuda a ter uma visão mais ampla da sociedade e é muito valorizado pelas empresas hoje.

14. Responsabilidade. Pode parecer ocioso enfatizar que um estagiário deve ser responsável, mas é uma preocupação legítima, uma vez que disso que depende todo o resultado de seu trabalho. Cumprir compromissos e prazos assumidos também vai tornar o estagiário confiável perante os olhos da organização e dar-lhe mais chances de efetivação. “O jovem, às vezes, acha que por estar aprendendo não precisa ser tão pró-ativo, mas é assim que ele vai conseguir ser um melhor profissional”, avalia o executivo.

Com estas características desenvolvidas, o estagiário está mais preparado para praticar sua profissão e ser mais bem-sucedido no trabalho. A partir do seu desempenho cuidadoso, o estagiário não apenas terá uma probabilidade maior de ser efetivado como estará preparando o seu caminho para a excelência profissional.

EDUCAÇÃO
11 DE MAIO DE 2015
SIGA A FOLHA DE SABARÁ:
2015 © Todos os direitos reservados